lundi 20 octobre 2014


Maurice Tabard

Indecisão

Este corpo com o qual vivo
e faço amor - quero devolvê-lo,
uma vez por outra. Que fique apenas
o meu cérebro suspenso, incorpóreo.
É pior, porém, a emenda do que o soneto,
porque se o rumor de um me incomoda,
o clamor do outro me atormenta!